Connect with us

Regional

Confusão na Câmara de Manaus: Vereadores rejeitam mudança orçamentária para 2024 por engano

Published

on

Manaus (AM) – Uma cena inusitada ocorreu nesta terça-feira (17) na Câmara Municipal de Manaus. Os vereadores se confundiram e votaram contra um projeto da prefeitura de manaus que tratava de diretrizes orçamentárias para 2024.

Após a votação que resultou na rejeição do projeto, o vice-lider do prefeito, vereador Raulzinho, foi visto coçando a cabeça, aparentemente confuso quanto ao seu voto. O vereador Mitoso (PRTB) solicitou uma nova votação, alegando que houve um “erro induzido”.

No entanto, o presidente da Câmara, Caio André, explicou que a votação não pode ser revertida devido a desatenção dos parlamentares.

O vereador de oposição, Capitão Carpê (Republicanos) comemorou a votação nas redes socias: “Sendo um mal entendido da base do prefeito ou não, hoje a vitória foi da independência entre os poderes”.

O projeto em questão, de número 481/2023, diz respeito às diretrizes orçamentárias para o ano de 2024. Em resumo, o objetivo do projeto era aumentar o limite de remanejamento de recursos pela prefeitura de 20% para 30% nas secretarias, dispensando a necessidade de aprovação do legislativo municipal.

Isso significaria que a prefeitura teria mais flexibilidade para realocar fundos entre as secretarias. Por exemplo, com o limite atual, se uma secretaria tivesse um orçamento de um milhão, o prefeito só pode transferir até 20% desse valor, equivalente a 200 mil.

Com a alteração rejeitada por engano, David Almeida (Avante) ganharia uma margem adicional de 10%, o que, quando aplicado ao orçamento total de Manaus para 2024, que gira em torno de 8,7 bilhões, se torna uma quantia bem significativa.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *