Connect with us

Amazonas

Rio Negro deve continuar secando por mais duas semanas, afirma especialista

Published

on

Manaus (AM) – O processo de vazante do rio Negro, em Manaus, deverá continuar pelas próximas duas semanas, quando deve finalizar o verão amazônico e iniciar o período de chuvas, destacou a pesquisadora Jussara Cury, especialista em Geociências do Serviço Geológico do Brasil (SGB, antigo CPRM).

Na última segunda-feira (16), o rio Negro, na estação de medição do Porto de Manaus, atingiu a cota recorde de seca de 13 metros e 59 centímetros, superando o recorde da vazante de 2010.

A indicação de que a vazante aqui na Região Metropolitana continue até o final do mês de outubro. A região de Manaus reúne duas bacias importantes, que é a do Solimões e a do Rio Negro. Então, o que acontece nessas duas calha acaba sendo reproduzido aqui na estação de Manaus”, explicou a pesquisadora.

Conforme a pesquisadora, nas semanas anteriores, estava no processo de recessão, tanto nos rio Solimões quanto no rio Negro. “Então, isso acabou trazendo esse resultado de descidas, descidas até menores, em torno de 10 e 9 centímetros”, acrescentou.

Sinais de estabilidade

Na região do Alto Solimões, a semana inicia com descidas menores, em torno de 1 centímetro, “o que pode indicar, ali na região de Tabatinga, uma certa estabilidade do Solimões”, destacou a cientista.

Os boletins climáticos indicam que nesta semana caíra chuva na região da cabeceira do Solimões. “Essa chuva concentrada ali na região pode trazer um resultado, que é de estabilidade nível do rio e até mesmo subidas na região que abastece os Solimões. Mas isso pode, de certa forma, estabilizar esse processo de vazante, aqui no Solimões”, disse.

Já no Alto Rio Negro, o processo de descida continua em algumas estações na região de São Gabriel da Cachoeira. “Mas são descidas regulares em torno de 4 ou 5 centímetros”, observa ela.

O processo de descida das águas, ainda que menor, deve continuar nas regiões do Médio Solimões e do Madeira, assim como no Baixo Rio Negro, que engloba Manaus.

Com informações do Real Time1.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *