Connect with us

Amazonas

Governador Wilson Lima decreta emergência ambiental no estado do Amazonas

Published

on

Manaus (AM) – O governador Wilson Lima decretou Situação de Emergência Ambiental por 90 dias em municípios das regiões Sul do Amazonas e Região Metropolitana de Manaus, nesta terça-feira.

Além disso, apresentou o plano de ação da Operação Estiagem 2023, que envolve investimentos de aproximadamente R$ 100 milhões e a participação de 30 órgãos da administração direta e indireta do Governo do Amazonas.

O plano inclui medidas de apoio às famílias afetadas, abrangendo áreas como saúde, abastecimento de água, distribuição de cestas básicas, kits de higiene pessoal, renegociação de dívidas e incentivo aos produtores rurais.

Segundo levantamento da Defesa Civil do Amazonas, quatro municípios já se encontram em situação de emergência: Benjamin Constant e São Paulo de Olivença (na calha do Alto Solimões) e Envira e Itamarati (na calha do Juruá). Outras 15 cidades estão em situação de alerta, e mais 13 estão em estado de atenção.

A estiagem deste ano é prevista para ser prolongada e mais intensa devido à influência do fenômeno climático El Niño, que inibe a formação de nuvens de chuva. Para minimizar os impactos, o Governo do Estado adiantou ações de ajuda humanitária e continua monitorando e conscientizando a população sobre os riscos desse período.

A Defesa Civil do Estado tem realizado diversas ações, incluindo capacitações, entrega de purificadores coletivos de água, emissão de alertas e orientações à população, aquisição de cestas básicas e caixas d’água para os afetados, além de repasses de recursos aos municípios para cobrir despesas logísticas, entre outras medidas.

A Situação de Emergência Ambiental abrange áreas impactadas pelo desmatamento ilegal e queimadas não autorizadas, englobando diversos municípios. A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) coordenará as estratégias de combate a esses problemas, enquanto o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) cuidará da execução operacional das ações de resposta. A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) também participará das ações de combate ao desmatamento e queimadas.

O decreto de Situação de Emergência Ambiental terá validade de 90 dias a partir de sua publicação.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *