Connect with us

Brasil

Policia Federal e Ibama combatem desmatamento ilegal na Amazônia

Published

on

Belém (PA) – A Polícia Federal (PF), em atuação conjunta com o Instituto de Meio Ambiente e dos Naturais Renováveis (Ibama), deflagrou, na última sexta (4), a Operação Porto Amazônico com o objetivo de identificar portos particulares em que ocorrem o transporte e o comércio de madeira ilegal no Pará. O trabalho é a 33a operação da PF contra crimes ambientais na região este ano.

Nos locais foram identificados maquinários utilizados em crimes ambientais como madeiras sem documentação de origem ou autorização para o transporte e comércio.

As investigações indicam que a madeira encontrada transportada em barcos seria de desmatamento ilegal da Ilha de Marajó e região, e teria como destino o nordeste do país.

Três suspeitos foram ouvidos e liberados e poderão responder pelo comércio ilegal de madeira e recepção qualificada, dentre outros delitos.

As ações de combate a ilícitos ambientais reduziram expressivamente o avanço de garimpos e desmatamentos no Pará no primeiro semestre de 2023, como mostram os registros por sistemas de satélites que monitoram a área utilizados pela PF.

Nos meses de janeiro a junho de 2023, o estado registrou aproximadamente 1636 km² de novas áreas desmatadas, valor mais de 50% inferior aos 3287 km² registrados em 2022.

Já em relação às atividades de garimpo ilegal, a PF identificou uma redução de 40,66%, de um total de 74,55 km² no primeiro semestre de 2022 para 44,24 km² em 2023.

Combate ao crime

As reduções são frutos da intensificação do combate aos crimes ambientais cometidos na Amazônia. Neste contexto, a Polícia Federal já deflagrou mais de 30 grandes operações policiais no estado do Pará neste ano.

A atuação da PF ocorre em duas frentes: a primeira em sua atuação como polícia judiciária, conduzindo investigações que buscam identificar o cometimento de crimes e responsabilizar os criminosos, e a segunda, em que atua de forma ostensiva, com ações de repressão com o foco na interrupção dos ilícitos, com a destruição de maquinários e ferramentas do crime e na prisão de suspeitos em flagrante.

A ação é uma atuação conjunta da PF com as Forças Armadas, Ibama, ICMbio, Funai, Incra.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *