Connect with us

Amazonas

Valdemar Costa Neto aciona Conselho de Ética após Menezes chamar Alberto Neto de ‘Judas’

Published

on

Manaus (AM) – Valdemar da Costa Neto, presidente nacional do PL, determinou nessa quarta-feira (12) que o diretório municipal do partido abra processo ético-disciplinar contra Coronel Menezes.

A decisão ocorre após Menezes chamar o presidente municipal do partido, deputado Capitão Alberto Neto, de “Judas”.

A opinião de Menezes foi expressada por conta do voto contrário de Alberto Neto à reforma tributária.

Nessa terça-feira (11), Menezes disse que o parlamentar traiu o Amazonas ao votar contra a reforma, que garante os incentivos fiscais da Zona Franca de Manaus (ZFM). O deputado foi o único do estado a votar contra a proposta na Câmara dos Deputados.

No início da noite dessa quarta-feira (12), um dia após o ataque de Menezes, Alberto Neto publicou em suas redes sociais uma foto ao lado de Valdemar Costa.  O resultado do encontro dos dois deve resultar em uma possível punição de Menezes dentro do partido.

O próprio Alberto Neto ingressou com denúncia junto ao diretório nacional do partido apontando que Menezes infringiu artigos do Código de Ética do Partido Liberal.

“Essa Comissão Executiva Nacional, requer que V.Sas, determine que a Comissão Executiva Municipal do Partido Liberal no Município de Manaus /AM, constitua seu respectivo Conselho de Ética e promova a imediata instauração de processo ético-disciplinar contra o filiado Alfredo Alexandre de Menezes Júnior por violação dos deveres partidários”,  diz parte do documento.

‘Traição’

Menezes chamou Alberto Neto de “Judas”, “duas caras” e “moleque”, durante live. Segundo ele, o deputado traiu a bancada amazonense, o governo e o Amazonas ao dizer “não” ‘ao texto da reforma.

Na votação da reforma tributária, Alberto Neto seguiu uma orientação do partido e do próprio Bolsonaro, que, inclusive, é compadre de Menezes.

Bolsonaro é presidente de honra do PL, e orientou os filiados a votarem contra a reforma – o que foi seguido pela maioria. Porém, alguns parlamentares ainda votaram sim.

E durante sua transmissão semanal de live, Menezes apareceu inconformado com a atitude do colega, momento que o chamou de traidor e “Judas.”

“O nosso amigo [Alberto Neto] não só traiu a bancada, mas também o governo, o Amazonas e os colegas. A bancada estava unida e depois apareceu o ‘Judas’”, disse durante transmissão.

Os bolsonaristas, possíveis candidatos nas eleições municipais em 2024, vêm trocando críticas e indiretas nas redes sociais nos últimos dias.

Fonte: Amazonas 1

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *