Connect with us

Amazonas

Vereadores negam pedido de urgência para projeto que aumenta salário dos professores em 1,25%

Published

on

Manaus (AM) – Vereadores negam pedido de urgência do Projeto de Lei (PL) nº 201/2024, que propõe um reajuste salarial de 1,25% aos profissionais da Educação da rede municipal de ensino, nesta quarta-feira (03).

Em meio a protestos e pressão dos professores na galeria durante a votação, ocorreu uma divisão na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Por uma margem de apenas um voto, 19 vereadores se posicionaram contra o pedido de urgência, enquanto 18 votaram a favor.

Rejeitada a urgência, o PL seguirá o trâmite normal para análise das demais comissões pertinentes.

O reajuste de 1,25%, equivalente em média a R$ 30 para os professores demais servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (SEMED), é contestado pela categoria.

Uma vez que representa menos da metade da inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que acumulou alta de 3,86% até fevereiro deste ano.

Como ficou o placar:

Vereadores que votaram contra:

Allan Campelo (Podemos)
Bessa (Solidariedade)
Capitão Carpê (PL)
Daniel Vasconcelos (Podemos)
Diego Afonso (União Brasil)
Everton Assis (União Brasil)
Ivo Neto (PMB)
Jaildo Oliveira (Partido Verde)
João Carlos (Republicanos)
Lissandro Breval (Progressistas)
Marcelo Serafim (Juventude Socialista Brasileira)
Márcio Tavares (Republicanos)
Professora Jaqueline (União Brasil)
Raiff Matos (PL)
Rodrigo Guedes (Podemos)
Rosivaldo Cordovil (PSDB)
Thaysa Lippy (Progressistas)
William Alemão (Cidadania)
Yomara Lins (PRTB)

Vereadores que votaram a favor:

Alonso Oliveira (Avante)
David Reis (Avante)
Dione Carvalho (sem partido)
Eduardo Alfaia (PMN)
Eduardo Assis (Avante)
Elan Alencar (DC)
Fransuá (PV)
Gilmar Nascimento (Avante)
Jander Lobato (Progressistas)
Joelson Silva (sem partido)
Kennedy Marques (PMN)
Marcel Alexandre (Avante)
Luís Mitoso (MDB)
Professor Samuel (PL)
Raulzinho (PSDB)
Roberto Sabino (Podemos)
Rosinaldo Bual (PMN)
Wallace Oliveira (DC)

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *