Connect with us

Regional

Conselheira Yara Lins agredida por conselheiro discursa na Câmara dos Deputados e pede justiça

Published

on

Brasília (DF) – Na sessão solene em homenagem ao Dia de Luta contra a violência à Mulher na Câmara dos Deputados, a conselheira Yara Lins foi convidada para realizar um discurso na tribuna. Recentemente, a conselheira foi vítima de violência política no Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM).

Minutos antes de Yara subir à tribuna, o deputado federal Marangoni, proponente da sessão solene, pediu para enviar uma mensagem ao agressor de Yara e o chamou de covarde.

“Ari Moutinho, canalha, covarde! Você é um desses covardões de plantão! Vai pagar pela agressão que fez à Yara”, declarou o parlamentar.

Yara fez um breve relato sobre o caso em que afirma ter sido agredida com palavras de baixo calão após cumprimentar o colega conselheiro Ari Moutinho momentos antes das eleições que a elegeram presidente do TCE-AM para o biênio 2024-2025. A conselheira pediu justiça e que os agressores sejam banidos da sociedade.

“Acredito na Justiça de Deus, mas acredito também na Justiça do meu Brasil e do meu Estado. Eu peço Justiça! Eu peço Justiça porque acredito que nossos agressores devem ser banidos da nossa sociedade! Peço à minha família que deixe a lei ser cumprida. Eu tenho três filhos, cinco netos, e isso é muito difícil vê-los sofrer pela agressão que eu sofri porque saiu em todos os blogs da minha cidade”, afirmou Yara, sendo aplaudida pelas mulheres presentes.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *