Connect with us

Amazonas

Em Washington, Wilson Lima busca parcerias para projetos de desenvolvimento sustentável

Published

on

Em Washington (EUA), o governador Wilson Lima (União) se reuniu, nesta segunda-feira (08/05), com representantes de instituições governamentais e empresariais internacionais. O objetivo do encontro é firmar parcerias para implantação de projetos que contribuam para o desenvolvimento sustentável e, também, que beneficiem as populações que vivem em comunidades tradicionais no estado.

A missão nos Estados Unidos reúne integrantes da Força-Tarefa de Governadores para Clima e Floresta (GCF), da qual o governador do Amazonas faz parte. Os governadores buscam parcerias para investimentos voltados à implementação do Manaus Action Plan (MAP) – documento norteador de ações do GCF para manutenção do clima e preservação da floresta. O plano recebe esse nome porque foi redigido em Manaus, em 2022, durante a 12ª edição da Reunião Anual do GCF.

“Essa agenda aqui é muito importante porque a gente começa a definir algumas estratégias, estabelecer relação com instituições que possam trocar experiências, tecnologias, que possam também ser parceiros em investimentos, e fortalecer relações, como a parceria com a USAID (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional). É o momento, também, de prestar contas daquilo que a gente tem feito a partir do Manaus Action Plan, que foi um plano criado no ano passado quando o GCF foi realizado no estado do Amazonas”, disse Wilson Lima durante o encontro em Washington.

Na missão, os membros do GCF apresentaram aos líderes governamentais e empresariais a realidade e necessidade de cada estado membro da força-tarefa. As demandas são voltadas para a conservação da floresta integrada ao desenvolvimento sustentável. Com a missão, a meta é identificar as prioridades de possíveis futuros parceiros, programas, cronograma e procedimentos para a efetivação das parcerias.

MAP

Ao ressaltar que o Amazonas mantém 97% de sua cobertura florestal preservada, Wilson Lima listou as ações adotadas pelo Estado em cumprimento ao Manaus Action Plan (MAP).

Entre os avanços, o governador do Amazonas destacou o programa Guardiões da Floresta – uma das maiores iniciativas de Pagamentos por Serviços Ambientais do mundo, que beneficia mais de 14 mil famílias de 28 Unidades de Conservação Estaduais (UCs). A regularização fundiária é também prioridade; e as entregas de Concessões de Direito Real de Uso Coletivas já alcançaram moradores de 15 áreas protegidas no estado.

Wilson Lima frisou que trabalha na construção de três Escolas da Floresta, que têm o objetivo de fortalecer a consciência ambiental de jovens moradores de UCs. A primeira unidade já está em construção na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Uatumã.

O Fundo Amazônia+10 avança em editais para promover a ciência, a tecnologia e a inovação na região amazônica, por meio de parcerias com fundações estaduais de pesquisa, governos, setor privado e organizações internacionais.

Em paralelo, o Estado tem realizado diagnósticos em 15 Unidades de Conservação, por meio do Projeto Consolidando, para identificar as cadeias produtivas pujantes nas áreas protegidas, a fim de desenvolvê-las. Outras sete UCs têm recebido oficinas para a implementação de roçados sem uso do fogo, uma tentativa de educar famílias para o manejo sustentável.

Destaca-se, ainda, o investimento de mais de R$ 13,5 milhões em projetos ambientais, entre 2020 e 2022, depois que o Estado retomou o Fundo Estadual do Meio Ambiente.

Parcerias

O Governo do Amazonas tem firmado parcerias e apoiado empresas com iniciativas ambientais. Um exemplo é o manejo comunitário na RDS do Uatumã, desenvolvido em conjunto com a empresa Mil Madeiras.

A defesa e o fortalecimento do Polo Industrial de Manaus também fazem parte da política ambiental. A geração de emprego e renda no polo evita o aumento da demanda por uso da terra, reduzindo os impactos ambientais.

O Estado tem avançado, ainda, nas concessões de florestas públicas, como alternativa econômica sustentável equilibrando conservação ambiental, respeito aos ciclos florestais e geração de renda local. A previsão é realizar a primeira concessão, da Floresta Estadual de Maués, ainda em 2023.

Carbono

O Governo do Estado regulamentou a Lei Estadual de Serviços Ambientais, estruturando o Sistema Estadual de REDD+, com todo o arcabouço legal necessário para que o Amazonas participe do mercado de carbono. O Estado já colocou à venda 809,6 milhões de toneladas de créditos de carbono equivalente.

Participantes

Participaram do encontro, além do governador Wilson Lima, representantes do GCF; do Departamento de Estado dos Estados Unidos; da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e do Serviço Florestal do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA); os secretários de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira, e da Casa Civil, Flávio Antony, além de integrantes dos governos do Acre e de Rondônia.

A Força-Tarefa é composta por 43 estados e províncias de 10 diferentes países, os quais juntos detém cerca de um terço das florestas tropicais do mundo. O grupo é considerado a maior aliança subnacional de meio ambiente.

Outras reuniões

A agenda do governador do Amazonas em Washington inclui reuniões no USDA – Departamento de Agricultura dos Estados Unidos – e com as instituições parcerias Internacional Conservation Caucus Foundation Group – ICCF, Wilson Center e WWF.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *