Connect with us

Nacional

“Enquanto o mundo debate Inteligência Artificial, os desafios da Amazônia ainda são serviços básicos”, diz Wilson Lima nos EUA

Published

on

Washington (EUA) – Em encontro realizado em Washington (EUA), pelo LIDE (Grupo de Líderes Empresariais), neste sábado (2), o governador do Amazonas, Wilson Lima (União), alerta que enquanto o mundo discute tecnologias avançadas, a região amazônica luta por inovações em saneamento básico e energia elétrica.

Em um painel dedicado às “Oportunidades de Financiamentos para Infraestrutura e Serviços Públicos nos estados e municípios brasileiros,” o governador ressaltou que enquanto o metaverso e a inteligência artificial dominam as discussões globais, o desafio da Amazônia continua sendo o acesso a serviços básicos que garantam a subsistência e o desenvolvimento de suas comunidades.

“Essas pessoas precisam do que é básico no interior. O estado do Amazonas tem metade de sua população na linha da pobreza e com pobreza não tem como proteger a floresta. E a gente só combate à pobreza com desenvolvimento, oportunidade para as pessoas, com geração de emprego e renda e com aquilo que é básico, aquilo que é essencial”, defendeu Wilson Lima.

Durante o evento que reuniu governadores, prefeitos, representantes de organizações financeiras internacionais e nacionais, parlamentares, gestores públicos e empresários, Wilson Lima enfatizou que a agenda ambiental da Amazônia é diferente, já que que as prioridades da região ainda incluem acesso à saneamento básico, energia elétrica e internet.

O encontro em Washignton busca estreitar o diálogo entre autoridades brasileiras e representantes do Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o International Finance Corporation (IFC) sediados em Washington.

Com objetivo de atrair investimentos em projetos prioritários para a região amazônica, especialmente na área de infraestrutura voltada para as populações distantes dos centros urbanos.

Com informações da Assessoria de Imprensa

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *