Connect with us

Amazonas

Governador vai apresentar critérios para adesão ao programa ‘Amazonas Meu Lar’ ainda este mês

Published

on

Manaus (AM) – Ao vistoriar, nesta segunda-feira (14/08), as obras do conjunto habitacional que integra as intervenções do Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+), na capital, o governador Wilson Lima informou que, ainda em agosto, vai lançar os critérios para adesão ao programa Amazonas Meu Lar.

O programa foi anunciado em abril deste ano e prevê mais de 22,1 mil soluções de moradia definitiva, sendo 20 mil novas unidades habitacionais, além da emissão de título definitivo para 32 mil propriedades entre terrenos e imóveis. A previsão é de, em quatro anos, investir R$ 3,9 bilhões, com a estimativa de gerar 51 mil empregos diretos e indiretos.

Durante a vistoria das obras, Wilson Lima destacou que 8,7 mil unidades habitacionais serão construídas pelo “Minha Casa Minha Vida” do Governo Federal, sendo mais de 1,3 mil na capital e mais de 7,3 no interior, envolvendo Estado e prefeituras. O projeto do Governo Federal faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado na última sexta-feira.

Vistoria às obras

O “Amazonas Meu Lar” é o maior programa habitacional da história do estado e avança com a construção de mais um conjunto habitacional do Prosamin+, que está sendo erguido na avenida Lourenço Braga, na região do Igarapé do Quarenta, bairro Cachoeirinha, na zona sul de Manaus. Ao todo, o programa Amazonas Meu Lar vai entregar, por meio do Prosamin+, 752 apartamentos em Manaus.

“É importante destacar a política habitacional do nosso governo. Nós estamos entregando unidades habitacionais como essas, aproveitando espaços que já estão inseridos na dinâmica social, porque no momento que a gente coloca as famílias aqui, elas terão acesso, por exemplo, a linha de ônibus, hospital, escola, tudo muito próximo para evitar que simplesmente a gente transfira um problema social de um lugar para outro”, afirmou o governador Wilson Lima.

Destinado às famílias das comunidades da Sharp e Manaus 2000, que serão reassentadas por meio do Prosamin+, o residencial no bairro Cachoeirinha terá 72 unidades habitacionais. As obras estão sob a coordenação da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb).

Na ocasião, o governador esteve acompanhado do vice-governador Tadeu de Souza, do secretário da Sedurb, Marcellus Campêlo, do diretor-presidente da Superintendência Estadual de Habitação (Suhab), Jivago Castro, além de uma equipe da Prefeitura de Porto Velho, que veio a Manaus conhecer o programa habitacional Prosamin+.

Nesta fase de obras do novo conjunto habitacional, os trabalhos contemplam os serviços de fundação dos blocos. Com a conclusão desta etapa, os trabalhos de construção avançam de forma mais célere, principalmente com o verão amazônico.

“Esse Parque Habitacional aqui da Cachoeirinha faz parte das unidades habitacionais que servirão para o Prosamin+, que foi lançado pelo governador Wilson Lima. Nós vamos aqui reassentar 72 famílias das comunidades da Sharp e Manaus 2000. É uma obra de recurso do Governo do Amazonas e estamos construindo, desde o final do ano passado, e vamos entregar no segundo semestre do ano que vem”, destacou o secretário Marcellus Campêlo.

Modelo para o Brasil

Os apartamentos seguem o mesmo padrão arquitetônico do Parque Habitacional Rodrigo Otávio, entregue em abril pelo governador . São nove blocos, cada um dotado de quatro pavimentos, incluindo térreo, com duas unidades por pavimento e oito por bloco.

Os apartamentos contam com área útil de 50,65 metros quadrados, distribuídos em sala de estar e jantar conjugadas, cozinha, dois quartos, um banheiro e área de serviço

Além disso, uma das inovações no projeto do Governo do Amazonas em termos de moradia popular é a inclusão da varanda, que está servindo de modelo também para o programa federal Minha Casa Minha Vida. Outra novidade é a inclusão de uma vaga de estacionamento para cada apartamento, sendo cinco delas para Pessoa com Deficiência (PCD). As calçadas são adaptadas com rampas de acessibilidade para cadeirantes.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *