Connect with us

Amazonas

Governo aplicou mais de R$ 17 milhões em multas por queimadas no Amazonas

Published

on

Manaus (AM) – O Amazonas já aplicou R$ 17 milhões em multas contra responsáveis por queimadas em todo o estado. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (9), pelo governador Wilson Lima.

O estado vive uma emergência ambiental por conta das queimadas. Somente em setembro, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), foram 7 mil. Já nos primeiros dias de outubro, o número ultrapassa 2 mil.

Segundo o governador, o estado conseguiu controlar quase 2 mil incêndios e aplicou as multas como uma forma de coibir novos crimes ambientais.

“Nós já combatemos 1.976 focos de incêndio, eles aumentam significativamente no fim de semana. Só para vocês terem ideia, neste domingo, foram 97 focos de incêndio combatidos. A gente já conseguiu dar uma resposta muito significativa nessa região, principalmente ali no Cacau Pirêra, que era um local que era preocupação nossa”, afirmou o governador.

A atuação dos bombeiros é reforçada por agentes federais. O Governo do Amazonas recebeu, no dia 2 de outubro, o apoio de 23 agentes do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama).

Esses agentes já estão atuando com suporte no combate ao incêndio do Distrito de Cacau Pirêra, em Iranduba. Além disso, 500 agentes estaduais atuam no combate à “onda de calor”.

Suporte de aeronaves

A ação contra as queimadas conta com o apoio de quatro aeronaves para intensificar o combate aos incêndios. Uma foi cedida pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e outra pelo Governo do Distrito Federal.

O helicóptero vindo de Mato Grosso do Sul conta com o equipamento de bambi-bucket que tem capacidade de despejo de 550 litros de água. Já a aeronave vinda do Distrito Federal é no modelo Airtractor com capacidade para transportar 3,1 mil litros de água por viagem, sendo reabastecida com apoio de um caminhão-tanque do CBMAM.

Há, também, uma aeronave cedida pela Marinha, equipada com bambi-bucket com capacidade de despejo de 300 litros de água. Outra aeronave do Governo do Amazonas, do Departamento Integrado de Operações Aéreas (Dioa) da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), é empregada no transporte dos combatentes às áreas de difícil acesso.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *