Connect with us

Amazonas

Influencer é presa na 2ª fase de operação que investiga fraude na venda de rifas pela internet em Manaus

Published

on

A influencer Isabelly Aurora, um ex-marido dela e o também influencer Lucas Picolé foram presos nesta quarta-feira (5), na segunda fase de uma operação da Polícia Civil do Amazonas que investiga fraude na venda de rifas pela internet. Além deles, a servidora pública municipal Flávia Matos da Silva foi alvo da operação, mas está foragida.

Na quinta-feira (29), Picolé, Mano Queixo e Flávia já haviam sido presos na primeira fase da operação. Isabelly também foi alvo, mas não chegou a ser detida. Na audiência de custódia, Picolé e Mano Queixo tiveram a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva, e Flávia foi solta.

Segundo a Polícia Civil, os influenciadores ofereciam carros, motos e dinheiro em espécie nas redes sociais por meio de rifas. No entanto, os sorteados eram amigos ou conhecidos dos influenciadores e os veículos voltavam para eles, após os sorteios.

De acordo com a polícia, os suspeitos movimentaram mais de R$ 5 milhões em 1 ano.

Conforme as investigações, Lucas Picolé era dono de uma loja especializada em vender roupas e artigos de marcas de grifes famosas. Mas os investigadores apuraram que todos os produtos vendidos eram falsificados.

O dinheiro das vendas caía direto na conta da cunhada de Lucas, Flávia. Suspeita de atuar na lavagem de dinheiro, ela é funcionária da Prefeitura de Manaus. Flávia também chegou a ser presa por receptação de produtos falsificados, mas foi solta em audiência de custódia na sexta-feira (30).

Um ex-marido de Isabelly, que não teve o nome divulgado, também é suspeito de participação no esquema.

Já a ordem de prisão contra Picolé foi cumprida no presídio onde ele está desde a sexta-feira (30).

Fonte: g1

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *