Connect with us

Amazonas

Orçamento do Judiciário e Legislativo do Amazonas para 2024 é de R$ 5,6 bilhões, com aumento expressivo

Published

on

Manaus (AM) – A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) prevê aumento no repasse de recursos obrigatórios ao Poder Judiciário (Tribunal de Justiça do Amazonas e Ministério Público Estadual) e à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) em 2024.

Para o Tribunal de Justiça e o Ministério Público, serão destinados R$ 3,185 bilhões, enquanto a Assembleia Legislativa e o Tribunal de Contas receberão R$ 2,006 bilhões. A Defensoria Pública tem um repasse previsto de R$ 428,1 milhões.

A LDO será votada na próxima quarta-feira (12), último dia de sessões legislativas antes do recesso. As receitas estaduais estimadas para 2024 são de R$ 29,3 bilhões, um aumento de 9,7% em relação a este ano.

A LDO recebeu 64 emendas de 11 deputados, incluindo uma que propõe aumentar o repasse para a Defensoria Pública do estado do Amazonas de 1,6% para 1,8%.

O presidente da Aleam, Roberto Cidade (União), anunciou que a sessão de quinta-feira (13) foi antecipada para segunda-feira (10) e que o último dia de trabalho no primeiro semestre será na quarta-feira. Os deputados só poderão entrar em recesso após a votação da LDO, conforme o regimento interno legislativo.

Entre outras diretrizes, a LDO determina que 21% das receitas orçamentárias sejam repassadas para os poderes Judiciário e Legislativo, Ministério Público e Defensoria Pública.

O Poder Judiciário receberá no máximo 8,31% das receitas líquidas, equivalente a R$ 2,223 bilhões. Ao Ministério Público caberá 3,61%, ou seja, R$ 963,2 milhões.

O repasse estimado para a Assembleia Legislativa será de R$ 1,097 bilhão (4,1% da previsão orçamentária), enquanto o Tribunal de Contas terá direito a 3,4%, correspondendo a R$ 909,7 milhões. A DPE receberá 1,6% dos valores orçamentários, totalizando R$ 428,1 milhões.

Uma proposta de emenda, de autoria do deputado Mário César Filho (União), visa ao reajuste da Defensoria Pública, elevando o repasse para R$ 481,6 milhões. Se aprovada, o incremento orçamentário da DPE será de R$ 53,5 milhões.

Dos 11 deputados que apresentaram emendas à LDO, João Luiz (Republicanos) lidera com 15 propostas, seguido pelo líder do governo, Felipe Souza (Patriota), com 10 emendas. Outros deputados também apresentaram suas emendas, totalizando 64 no total.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *