Connect with us

Amazonas

“É uma vergonha”, diz Rodrigo Guedes sobre percentual de reajuste oferecido por David Almeida aos profissionais de Educação

Published

on

Na luta pela valoração dos profissionais da educação, o vereador Rodrigo Guedes (Podemos) votou contra o Projeto de Lei (PL) do Executivo Municipal que garante um reajuste salarial de apenas R$ 15,70 de ganhos reais a professores classe A da rede municipal de ensino.

Nessa quarta, 28, os professores realizaram mais uma manifestação contra o reajuste proposto pela Prefeitura de Manaus. No PL, enviado pelo Executivo, o prefeito David Almeida, decidiu conceder apenas 4,5% de reajuste, sendo 3,83% de data-base e 0,67% de aumento real. Na prática, o aumento oferecido por David Almeida é de R$ 15,70 no salário dos profissionais da educação.

Durante a votação em plenário, o Projeto de Lei que garantiu o reajuste recebeu 21 votos favoráveis. Além de Guedes, William Alemão também votou contra o reajuste.

Segundo Guedes, a Prefeitura de Manaus conceder apenas 4,5% de reajuste aos professores reflete uma desvalorização dos profissionais, para o vereador o Executivo poderia evitar gastos desnecessários e garantir um aumento digno.

“Para os professores classe A, o ganho real é de apenas R$ 15,70. O meu voto contrário é um repúdio a esse aumento. Era possível conceder um aumento melhor, é um absurdo um reajuste de apenas 4,5%. A Prefeitura de Manaus está desvalorizando a classe de professores, era possível conceder um aumento digno se o Executivo cortasse gastos exorbitantes com a propaganda e investir no que realmente é prioridade.”, disse.

Com informações da Assessoria da imprensa

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *