Connect with us

Amazonas

Wilson recebe de Lula garantia de apoio às famílias afetadas pela estiagem

Published

on

Manaus (AM) – O governador do Amazonas, Wilson Lima (União) anunciou, neste domingo (24), que conversou com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e com o senador Omar Aziz (PSD) para tratar sobre a situação da estiagem no estado.

De acordo com o governador, “o presidente se colocou à disposição” e, na próxima terça-feira (26) se reunirá novamente com o mandatário no Ministério dos Transportes para “alinhar as ações em apoio às pessoas que moram nos municípios afetados”.

Neste ano, a seca chegou mais cedo ao Amazonas e já prejudica vários municípios, principalmente na questão de logística e energia. Segundo o secretário da Defesa Civil do Amazonas, Francisco Máximo, em entrevista à uma emissora local, cerca de 100 mil pessoas já foram afetadas pela vazante.

Em Benjamin Constant (1.119 quilômetros de Manaus) por exemplo, o rio secou na frente da orla da cidade e é possivel atravessar de um lado para o outro com facilidade.

Na calha do Alto Solimões, além de Benjamin Constant, estão em situação de emergência os municípios de Amaturá, São Paulo de Olivença e Santo Antônio do Içá; na calha do Juruá, estão Ipixuna, Envira, Itamarati e Eirunepé; e no Médio Solimões, a estiagem severa atinge Coari, Tefé, Jutaí e Uarini.

Consequências da estiagem

Há duas semanas, no dia 12 de setembro, o Governo do Amazonas lançou a “Operação Estiagem 2023” e anunciou quais ações de emergência aos municípios afetados estão sendo feitas neste período.

Segundo a Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc-AM), um das consequências da seca é a locomoção dos alunos até às escolas do interior, uma vez que, com o rio seco, não há como chegar até o destino. Segundo informou a secretaria, 355 estudantes de colégios públicos do estado já foram atingidos.

Outro fator que está previsto acontecer devido à estiagem, é a necessidade de reduzir a capacidade de carregamento de navios para o transporte de insumos básicos.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *