Connect with us

Amazonas

Débora Menezes critica decisão do STF sobre suspensão do porte de armas

Published

on

Manaus (AM) – Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter a suspensão de decretos do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre a política de armamento de fogo para a população nessa terça-feira (4), a deputada estadual Débora Menezes (PL) se manifestou contra a decisão e alegou que “querem acabar com o legado deixado pela gestão Jair Bolsonaro”.

A deputada, que é aliada de Bolsonaro, foi eleita com os princípios de direita empregados pelo bolsonarismo. Além de fazer publicações contra algumas decisões do judiciário e do atual governo Lula, Débora também usa suas redes sociais para mostrar um dos seus lazeres: o tiro esportivo.

Débora possui a Concessão de Certificado de Registro para pessoa física, para realizar atividades de colecionamento de armas de fogo, tiro desportivo e caça, o CAC.

A parlamentar possui uma proposta autoral, o Projeto de Lei nº 143/2023, que institui o dia 3 de agosto, como o “Dia Estadual do Colecionador, Atirador Esportivo e Caçador”, para homenagear os praticantes da modalidade e incentivar o tiro esportivo.

Decisão do STF

A decisão de manter a suspensão de decretos do ex-presidente Jair Messias Bolsonaro (PL) que alteraram o limite da compra de munição por pessoas autorizadas a portar arma de fogo acontece após o supremo decidir que a limitação da quantidade de munição deve ser garantida apenas na quantidade necessária para a segurança dos cidadãos, e não com base no interesse pessoal do cidadão.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *