Connect with us

Amazonas

Omar Aziz é o senador que mais gastou dinheiro público no primeiro semestre de 2023

Published

on

Manaus (AM) – Omar Aziz (PSD) foi o senador que mais usou a cota parlamentar, entre janeiro e julho de 2023, com R$ 368 mil. Eduardo Braga (MDB) apareceu em 7º lugar dos gastos com R$ 287 mil e Plínio Valério (PSDB) figurou na 20ª colocação com R$ 237 mil, apontou um levantamento feito pelo Congresso em Foco.

Conforme o levantamento, o PSD assumiu a liderança no número de nomes contidos na lista de 20 senadores com maiores gastos em cota parlamentar.

Ao todo, o Senado gastou R$ 13,8 milhões nesse tipo de recurso, que é solicitado pelos próprios parlamentares para reembolsar os pagamentos realizados no exercício da função.

Desse total, R$ 1,4 milhão foi para membros do partido de Gilberto Kassab, que possui a maior bancada da Casa.
Ao todo, o PSD contabiliza cinco senadores na lista. Entre eles está o primeiro lugar de gastos da Casa, Omar Aziz (PSD-AM), que solicitou R$ 368 mil ao longo dos sete meses.

O segundo partido com maior número de parlamentares ocupando o topo na lista de gastos é o MDB, com três senadores. PT, PP, PDT e Podemos empatam no terceiro lugar, cada um com dois nomes. PSB e PL possuem um parlamentar cada dentro da lista, que também conta com Randolfe Rodrigues (AP), atualmente sem partido, com uma soma de R$ 252 mil em gastos de cota parlamentar.

Cota parlamentar
A cota parlamentar é uma parcela do orçamento do Poder Legislativo destinada ao pagamento de contas pessoais de deputados e senadores para o exercício de seus mandatos. Elas reembolsam, por exemplo, gastos com passagens aéreas, combustíveis, aluguel dos escritórios de apoio nas bases, alimentação e hospedagem durante viagens oficiais.

Na Câmara dos Deputados, os maiores gastos em cota parlamentar serviram para a contratação de publicidade. No Senado, esse serviço ocupou o topo dos gastos de apenas uma parlamentar, a senadora Zenaide Maia (PSD-RN). Para os demais, a maior parcela de reembolsos serviu para o pagamento de passagens aéreas, principal destino dos recursos solicitados por nove senadores.

No extremo oposto, o PL é o partido com o maior número de senadores entre os que menos gastaram com a cota parlamentar, com um total de sete nomes. Na sequência está o Podemos, com três nomes.

Com informações do Congresso em Foco.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *