Connect with us

Amazonas

Professores do Amazonas mantêm greve mesmo com desconto de faltas

Published

on

Os trabalhadores da rede estadual de educação do Amazonas decidiram manter a paralisação mesmo com descontos de faltas no salário de maio. A decisão foi anunciada na manhã desta segunda-feira (29) em manifestação na frente da sede do governo, na zona oeste de Manaus. Os educadores cruzaram os braços desde o dia 17 deste mês.

A presidente do Sinteam (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas), Ana Cristina Pereira Rodrigues, disse que a categoria vai avaliar nova proposta de reposição salarial oferecida pelo governo, mas não disse qual. Uma reunião foi agendada para às 14h desta segunda entre a direção do Sinteam e técnicos do governo.

“Somente a categoria é que diz se aceita ou não. A greve continua até que a mesa final seja discutida e a categoria aprove a contraproposta”, declarou.

Os trabalhadores da educação reivindicam 25% de reajuste salarial e a proposta inicial para a categoria foi de 8%, que foi rejeitada na ocasião. Os servidores solicitaram também reposição dos descontos relacionados a faltas na semana passada, como consta nos contracheques.

“Houve um desconto na folha irregular de faltas. Estamos em greve desde o dia 17. A folha fecha dia 10. Ele reabriu a folha para descontar essas faltas. Isso é irregular. Essas faltas tinham que ser descontadas no mês de junho”, observou o diretor de comunicação do Sinteam, Alfredo Rocha.

Na última sexta-feira (26), o Governo do Amazonas disse, em nota, que os professores que faltaram às aulas a partir do dia 17 tiveram o desconto em folha pelas faltas até o dia 25 de maio, e que o pagamento feito nos dias 30 e 31 de maio é referente aos dias trabalhados no mês corrente.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *