Connect with us

Amazonas

Wilson Lima troca parte de secretariado e anuncia seis novos nomes

Published

on

Manaus (AM) – O governador Wilson Lima (União) anunciou, durante entrevista coletiva, na manhã desta quarta-feira (16), medidas para manter o equilíbrio fiscal do Estado e mudanças nas gestões de secretarias do primeiro escalão da administração estadual, como a nomeação do ex-prefeito de Manaus e ex-deputado estadual, Serafim Corrêa, para o comando da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

O governador anunciou o decreto para otimizar os gastos e alegou redução dos repasses e na arrecadação, ressaltando que o documento otimiza gastos, mas vai preservar os investimentos em algumas áreas.

“A previsão de arrecadação anual de ICMS, para este ano, era de R$ 14,6 bilhões. Com a revisão que foi feita, o valor, agora, é de R$13,9 bilhões, ou seja, uma queda de R$ 700 milhões. Em relação ao Fundo de Participação dos Estados, a previsão de repasse do governo federal era de R$4,4 bilhões. Com a revisão feita, a previsão é de R$4,1 bi, ou seja, uma redução de R$300 bilhões”, disse.

Mudanças

Seis novos nomes foram anunciados por Wilson Lima e a novidade ficou na indicação de Serafim no comando da Sedecti. Serafim fez uma forte oposição a Lima em seu mandato, mas é um técnico preparado.

Petrúcio Magalhães Júnior deixa a Secretaria de Produção Rural (Sepror), e o engenheiro de pesca Daniel Pinto Borges passará a comandar a pasta.

O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável (Idam) será administrado por Vanderlei Albino, que presidia a Fundação Estadual do Índio (FEI). 

Erick Hudson deixou de ser diretor-presidente da Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Aadesam), que passa a ser comandada por Bruno Pena Serra.

No lugar de Ian Ribeiro, que era vice-presidente Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), assume Gustavo Sampaio, que era o diretor-presidente do órgão.

Para titular da Secretaria de Estado de Energia, Mineração e Gás, uma das três novas secretarias criadas pelo governo de Wilson Lima, o escolhido foi o economista Ronney César Peixoto, que era funcionário da Caixa Econômica Federal. 

Os anúncios fazem parte de medidas adotadas, periodicamente, desde 2019, com foco na manutenção do funcionamento eficiente da máquina pública.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *